Sábado, 19 de Novembro de 2005

ÚLTIMO MOMENTO




Baixo o olhar

Desvio-o da luz

Donde irrompe silhueta multiforme

Cuja sombra não ofusca deslumbrante corpo

Onde pousam parcos tecidos de ceda

Que permitem alimentar a imaginação

Do intelecto mais vazio

Movimenta-se em sintonia do brilho

Que resplandece do reflexo da sua pele

Levemente coberta com translúcidos combinados

Que enfatizam as suas formas

Transportando-me para o mais original dos desejos

Conquista

Sedução gratificante e envolvente

Ergue-se o olhar

Lábios que sorriem

Emoção que exalta instintivamente

Cruzam-se os olhares de cumplicidade

Do jogo da vida

Sinto o odor que os seus cabelos emanam

A textura da sua derme

As proeminências que me tocam o peito

E me levam, primariamente, a gritar de êxtase

Cortinados ilusórios

Imaginação carente

Que se deixou enganar novamente

Por cobertura de janela

Que visa impedir olhares indiscretos

Daquilo que não queremos que seja visto

E muito mais se vê

Posted by seforis at 05:55 PM | Comentários: (1)
publicado por seforis às 00:46
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 27 de Janeiro de 2006 às 18:41
Caro Vitor, sabemos que o brilho nos olhos por vezes não se vê, mas é o coração que sente. Sabemos que quando amamos uma mulher fazemos o impossível. Mas também não posso concordar com o "ferrus" que, quando diz que o tempo atenua a dor, mas não afasta as lembranças...Não é isso que se quer! O que se quer é, continuar a lembrar que aqueles momentos únicos, que vocês os dois passaram juntos, foram realmente vossos, e ninguém vos vai tirar. É difícil dizer "adeus", é difícil, dizer que já não dá, é difícil! Lá dentro, o coração chora. Chora porque sente, chora porque pensa que teve culpa, chora porque tem de ser.
Um abraço, Miguel Pestana

P.S.- Gostei muito do blog, precisa é de umas cores, e uma música de fundo. Escrever faz bem à alma, ao espírito, e ao corpo. Estes, são atribuitos especiais. É por isso que somos humanos! elimine o anterior.Miguel Pestana
(http://www.pensaralentejo.blogs.sapo.pt)
(mailto:Md_pestana@hotmail.com)


De Anónimo a 27 de Janeiro de 2006 às 18:36
Caro vitor, sabemos que o brilho nos olhos por vezes não se vê, mas é o coração que sente. Sabemos que quando amamos uma mulher fazem o impossível, mas também não posso concordar com o "ferrus" quando diz qu o tempo atenua a dor, mas n afasta as lembranças. Mas não é isso que se quer!O quese quer é continuar a lembrar que aqueles momentos únicos que vocês os dois passaram juntos, foram realmente vossos, e ninguém vai-vos tirar. É difícil dizer "adeus", é difícil, dizer que já não dá, é difícil e lá dentro o coração chora, chora porque sente, chora porque pensa se teve culpa, chora porque tem de ser.
Um abraço, Miguel Pestana
P.S.- Gostei muito do blog, precisa é de umas cores, e uma música de fundo. Escrever faz bem à alma, ao espírito, e ao corpo. Estes, são atribuitos especiais. É por isso que somos humanos!Miguel Pestana
(http://www.pensaralentejo.blogs.sapo.pt)
(mailto:Md_pestana@hotmail.com)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2005 às 22:24
Lindo...
Sedução!
...deliciosamente sedutor este post.
Serás sempre bem vindo, eu voltarei.
Beijo carinhosoAna Paula
(http://biona.blogs.sapo.pt)
(mailto:a_p_m_@hotmail.com)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Sentido Lógico

. Porquê...

. Hoje...

. Crianças

. Despertar

. Sem Memórias

. ÚLTIMO MOMENTO

. Palavras... Ignóbeis Pala...

. ÚLTIMO MOMENTO

. ÚLTIMO MOMENTO

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds