Sábado, 28 de Maio de 2005

ÚLTIMO MOMENTO

Imagem(251).jpg

Baixo o olhar

Desvio-o da luz

Donde irrompe silhueta multiforme

Cuja sombra não ofusca deslumbrante corpo

Onde pousam parcos tecidos de ceda

Que permitem alimentar a imaginação

Do intelecto mais vazio

Movimenta-se em sintonia do brilho

Que resplandece do reflexo da sua pele

Levemente coberta com translúcidos combinados

Que enfatizam as suas formas

Transportando-me para o mais original dos desejos

Conquista

Sedução gratificante e envolvente

Ergue-se o olhar

Lábios que sorriem

Emoção que exalta instintivamente

Cruzam-se os olhares de cumplicidade

Do jogo da vida

Sinto o odor que os seus cabelos emanam

A textura da sua derme

As proeminências que me tocam o peito

E me levam, primariamente, a gritar de êxtase

Cortinados ilusórios

Imaginação carente

Que se deixou enganar novamente

Por cobertura de janela

Que visa impedir olhares indiscretos

Daquilo que não queremos que seja visto

E muito mais se vê



publicado por seforis às 17:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Maio de 2005

ÚLTIMO MOMENTO

Imagem(247).jpg

Sei

Sabemos

Que um sentimento arrasta outro

Que dele se alimentam e crescem dezenas de universos sentimentais dos quais, quase nunca, a nossa consciência têm a percepção que seria de desejar para os captar a todos e proteger-se de eventuais efeitos colaterais

Sei que a minha demonstração de estado pouco claro

Obscurece outros

Transportando-os para um desses mundos

Alimentando sentimentos descontrolados

Por descontrolada se encontrar a essência emocional de cada um dos que se deixa iludir com divagações da palavra e conduzi-la no sentido que mais favorece aquilo que no momento se procura

Cada palavra que escrevo não procura afectar sentimentos que se prendam ao lado físico que se sabe existir por detrás de quem as escreve

Ao lado terno e misterioso que se adivinha pela enigmática verbalização das coisas

Também não sei ao certo se tenho o direito de pretender algo com elas

Sei que necessito de o fazer

Desejava não manietar ninguém quando as escrevo

Amava saber que deliciavam alguns espíritos

E que

Ao invés de os limitar a um ser único

Os confiassem á liberdade da sua imaginação

Sentindo-se livres para florir

Só por si

Em qualquer canto deste pequeno mundo

Para que a minha flor despontasse sem que a arrancassem pela raiz



publicado por seforis às 21:21
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Maio de 2005

ÚLTIMO MOMENTO

Imagem(243).jpg

Renascer das cinzas que do fogo lavrou em mim

Reconstruir uma memória sem elas

Conceber novo brilho

Nos olhos que se começam a abrir novamente

Acolher este mundo novo

Que se deparou perante mim

Após tão apoteótica catástrofe

Seguir o caminho das estrelas

Viajando num cometa qualquer

Certo que um dia sem memória

Colidirei com ele

No planeta que me espera

Tomando consciência desse momento

Através de um pequeno manuscrito

Que deixei ao vento algures neste

Beijei-o na despedida

Beijá-lo-ei no reencontro




publicado por seforis às 23:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 19 de Maio de 2005

ÚLTIMO MOMENTO

Imagem(246).jpg

Enclausurado entre algo que desconheço

Falta-me o ar não precisando dele

Sinto-me pálido, frio e duro

E o que me envolve vai aquecendo

Humedecido sinto que estou

De liquido que não é meu

Mas do que me compõe

Decompondo…


publicado por seforis às 23:29
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Sentido Lógico

. Porquê...

. Hoje...

. Crianças

. Despertar

. Sem Memórias

. ÚLTIMO MOMENTO

. Palavras... Ignóbeis Pala...

. ÚLTIMO MOMENTO

. ÚLTIMO MOMENTO

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds