Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2006

ÚLTIMO MOMENTO


lc050703[1].jpg


Liberdade de expressão…

Se não relatar o que penso da situação actual sinto que não o faço por limitações impostas

Ameaçado de morte… silencio o meu pensamento

A partir do momento em que o faço

Mesmo que não tenham cumprido a ameaça

Porque obedeci

Morro

E não me é feito o enterro físico por manifesta falta de corpo

Que entretanto definha fingindo que vive

Olhando o horizonte que se aniquila por crenças valorosas

Diminuindo o alcance que tenho dele

Cego

Corpo deixado a vaguear sem sepulto

Para que os demais arautos não caiam na tentação de usarem a palavra para descrever o sol que deveria desofuscar todos os espíritos

Esse sol, entretanto, vai escurecendo aqueles que, por falta de confiança nas suas práticas, destroem tudo o que lhes pareça ameaça aos seus ideais

Por precaução, pelo risco real de findar-mos aqui

Pelo confronto que se teme

Sepulta-se os espíritos de nós

Silenciamos então a nossa voz

Deixamos que a apatia domine os nossos olhares

E somos carcaças ambulantes que satisfazem vontades de povos inseguros quanto às suas crenças

Indignados, partimos à procura do que, por medo, nos foi retirado

Por medo, usamos aquilo a que chamamos LIBERDADE de EXPRESSÃO

E, num acto imprudente e não menos inseguro que outros já aqui criticados

Caricaturamos…


publicado por seforis às 17:07
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2006 às 15:55
Uhhhhhhhhhhh que medo... Quase me escondi debaixo da secretária! :( Obrigada pela visitinha ao meu bloguito... Pra próxima tambem entras nos meus desafios! Kissf0fa
(http://atribulacoesdaloira.blogs.sapo.pt)
(mailto:atribulacoesdaloira@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Fevereiro de 2006 às 21:24
Hoje quero falar de amor.
Sim, de amor... De amores possiveis e de amores impossiveis...
O amor que não se cala, não se esconde, não se guarda.
O amor que se dá com coragem, sem medos.
O amor que transpõe barreiras, que grita alto para se fazer ouvir...
Mas... Nem sempre se age com o coração mas sim muitas vezes com a razao e entao, os amores impossiveis tornam-se mesmo impossiveis...Dedé
(http://mundoondeexisto.blogs.sapo.pt)
(mailto:dede@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Sentido Lógico

. Porquê...

. Hoje...

. Crianças

. Despertar

. Sem Memórias

. ÚLTIMO MOMENTO

. Palavras... Ignóbeis Pala...

. ÚLTIMO MOMENTO

. ÚLTIMO MOMENTO

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds